29 abril 2008

E as outras "Isabellas"?

Está me causando abuso este caso Isabela. Não por conta da morte estúpida, covarde e monstruosa que alguém submeteu esta menina (note bem, não afirmo quem foi, não assumo que sei quem foi e tenho raiva de quem diz que sabe), mas pela cinematográfica cobertura hollywodiana que estão fazendo para este caso.
Mas, quantas Isabelas já foram mortas, jogadas, esfaqueadas, baleadas, estupradas e ninguém fez absolutamente nada?
Onde estão as "bonecas" de cinco mil reais para reconstiuiçoes destas mortes?
Onde estão as lentes especiais, acopladas a uma máquina fotográfica para fazer imagens específicas de todas as Isabelas que foram assassinadas?
Por que não fecham o espaço aéreo da casa de todas as Isabelas para a reconstituição dos crimes?
Me expliquem por que os canais de televisão não promovem debates "todo santo dia", para encher nossa paciência com o processo dos casos das Isabelas pobres que foram assassinadas, e que não moram em centros urbanos conhecidos?
Por que os milhares de peritos que agora falam na televisão dos outros peritos, não aparecem para desvendar quase MEDIUNICAMENTE as centenas de assassinatos brutais que acontecem todos os dias?
Infelizmente, o 4o poder faz sua parte na história. Tenho pena do casal Nardoni, caso sejam culpados, porque serão monstros, e deve ser terrível para eles e para a família deles, ter que conviver consigo mesmos.
Tenho pena do casal Nardoni, caso sejam inocentes, porque serão monstros mesmo assim, para toda a população brasileira, que ainda não conseguiu ser crítica o suficiente para assistir televisão sem ser influenciada por ela.
Torço para que achem o culpado. Torço para que eles não sejam os culpados. Torço para que acabem logo com este caso, não aguento mais ter que ouvir sobre um caso que despreza milhões de outros, apenas por conta da publicidade.

Um comentário:

miriam ferreira disse...

Sim, acredito que abuso causa a todos, se não me trai a memória,
40.000 crianças são mortas por ano  com mesmo perfil de selvageria, ficam no anonimato, e os monstros culpados cometendo outras monstruosidades desenfreadamente, acreditando que justiça não existe e que seu modo de vida é o correto.
Penso que a motivação para todo este ibope, ao contrario de outros milhares de casos semelhantes a este, seja por conta da classe social da família em questão. Infelismente no mundo em que vivemos, o dinheiro é capaz de "tornar" o ser humano melhor ou pior que o outro, e também para abafar outras montruosidades como por exemplo os crimes políticos que estavam em evidência.
Como estão o andamento dos processos contra aqueles que gastam o dinheiro público ilicitamente? Forjam contratações? Licitações convenientes para si próprio? Onde estão os culpados? Porque todos os que denunciam morrem? Onde está a justiça? O que mais os noticiários noticiam sobre este assunto?
Quanto ao casal Nardoni se são culpados não sei.
Tenho acompanhado todos os noticiários e infelismente as supostas acusações estão voltadas para o casal.
Me doi o coração só em pensar na possibilidade de que um pai seja capaz de tamanha brutalidade, vivo a questionar porque tanto egoismo e  desiquilibrio de uma mulher em querer desputar o amor de um homem, com uma criança de apenas cinco anos de idade.
Atitude nada inteligente!
Ainda ontem, ouvi de uma dona de casa com certa experiência pronunciar algo que me fez refletir, quando disse: Existe dois tipos de mulher, A pipa e a âncora, então ela explicou: A mulher pipa é aquela que está sempre subindo e junto sobem todos os seus, e a mulher âncora é aquela que se afunda e junto é capaz de afogar toda uma família.
Até então, diante de tudo que tenho acompanhado, só consigo extrair de Ana Carolina Jatobá o perfil de uma mulher âncora.
Termino meu comentario com o seguinte questionamento: Quantos dos que se dizem humanos que não tem coragem de estrangular o outro, em seguida erremessa-lo pela janela, mas é capaz de destruir sufocando com egoismo, despreso, quando tem a pretenção de achar que pode ser melhor que alguém, vive destilando veneno por onde passa, sendo incapaz de crescer como pessoa, ser exemplo de qualidade, ajudar o outro a crescer e sente prazer em aprisionar os que estão ao seu redor.
Uma pessoa assim infelismente não passa de uma âncora.
Vive apenas uma vida irreal que algumas vezes decorada por uma conta bancária rasoável , onde por algum tempo pode proporcionar um ou outro conforto, no entanto, não passa de uma pessoa feia, não digo pelo que vejo no externo e sim feia de coração.
ISSO É FALTA DE DEUS!!!
QUANTOS SE ENGANAM DIZENDO QUE O TEM!!!
SERÁ QUE TEM???