19 janeiro 2008

Eram três...

Recordo-me, com clareza, quando elas chegaram a Igreja, a Primeira Batista em Nilópolis. As três chegaram juntas, andavam juntas, foram batizadas juntas, e frequentaram as classes juntas. Elas foram discipuladas num dos melhores momentos de minha vida, quando liderei por quase 9 vezes, grupos de discipulado.
Renata Bezerra, Patrícia Borja e Cristiane Louro andavam pelos corredores da Igreja, com caracteristicas diferentes, mas amigas sempre.
Dia 17, aprouve a Deus permitir que as três, separadas pelas questões da vida, mas com certeza próximas pela história que viveram, fossem separadas definitivamente, com a partida da Renata.
Um recado no orkut me "avisou" que ela havia falecido.
Dor, perplexidade e saudade, foram sentimentos que rapidamente vieram a minha mente.
Renata Bezerra partiu muito jovem ainda, e Deus sabe o por quê. Deixou muitos amigos, saudades em todos, mesmo nós, que há muito nao a via.
Eu encontrei Renata há alguns poucos meses atrás num restaurante, com seu esposo. Trocamos os abraços, a beijei, conversamos rapidamente sobre a vida, a minha, e a dela.
Falamos das mudanças, dos sonhos e dos propósitos de Deus. Tudo isso em tempo recorde, no corredor de um restaurante.
A Renata partiu, e agora nao sao mais três, apenas duas. Cris e Patricia ha muito que não vejo, mas a lembrança delas nos corredores da PIB em Nilópolis não morrem.
O que sobra de tudo isso é a perplexidade de momentos que as vezes, ainda, nos assustam. Sobra ainda, a Soberania de Deus na história. Nao podemos mudar nada no curso da história. Nos afligimos, agimos intempestivamente, e de repente, somos surpreendidos pelas noticias da vida.
Damos um até logo a Renata Bezerra, acreditando que no tempo seguro e certo, nos encontraremos, nos céus, para continuarmos a conversa que não terminou no restaurante.

4 comentários:

http://meujeitinhodeser.blogspot.com/ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lulya disse...

Poxa!!!! Adoro esse jeito fácil que vc tem de se expressar , de expor sentimentos . Foi exatamente a lembrança que tive qdo recebi a notícia , as três na PIBN... um tempo bom nas nossas vidas , tempo que acredito ter aproveitado bastante (difícil não chorar nesse momento)Não sei se vc foi mas enquanto estive lá , senti falta de um Pr , na verdade do nosso pastor , você...

TRABALHO ALUNOS disse...

20/01/2008

Temos uma história muito bonita! E precisamos não deixar morrer, principalmente as lembranças, o amor, a cumplicidade, o temor de Deus, a ímportância da palavra de Deus e todo aprendizado que tivemos juntos na PIBN. Renata foi minha líder, muito me ensinou... falando rapidinho com sorrisos deliciosos, e com muito cuidado por causa da minha liderança na Igreja.
Penso que todo o grupo daquela época jamais esquecerá o que vivemos, e a história que constuímos.
Senti necessidade de em breve nos encontrarmos, para continuarmos escrevendo a história de agora, que está tão diferente, e não nos conformarmos de nos vermos nas celebrações fúnebres.
Sinto que todos seremos amigos para sempre!
Mariza Araujo

wellison magalhães disse...

de fato Mariza, seremos amigos para sempre, este é o sentimento que bate em nós todos os dias.